Como usar vestidos de verão no inverno sem passar frio (e sem os esconder debaixo de camadas)


Tenho uma confissão a fazer: amo usar vestidos. Adoro, com todas as minhas forças usar todo o tipo de vestidos, adoro usar apenas uma peça e não ter de pensar em combinar a parte de cima com a parte de baixo. Gosto mesmo muito de vestidos e não os deixo de usar só porque está frio (muito frio, mesmo). Claro que há muitas formas de usar vestidos no inverno sem passar frio, há casacos, camisolas de malha para vestir por cima, um cachecol... Imensas opções, mas que escondem o vestido e cortam a ideia do outfit. Outra opção é usar como as camadas por baixo do vestido, como neste dia em que tinha duas camisolas por baixo, duas meias calça e um par de meias por dentro das botas. Não era necessário casaco, mesmo com temperaturas nos zero graus (não se deixem enganar pelo ar ensolarado das fotos). Assim, consegui usar o vestido sem passar frio e sem o esconde por baixo de imensa roupa. 

Vamos viajar para um local onde esteja calor? Locais para visitar na Argentina


Tenho de confessar que estou cansada dos dias frios, da chuva e de tudo que parece mais cinzento e aborrecido. Sou, definitivamente, uma pessoa de sol. Não necessariamente de dias escaldantes e muito menos de mergulhos (logo eu), mas gosto dos dias quentinhos e luminosos, quando não há preguiça para sair de casa e não custa trocar de roupa porque não está tudo gelado. No calor sou bastante mais ativa, faço mais coisa, há mais vontade de sair e descobrir coisas novas, sem medo que a chuva chegue e arruine tudo. Foi num desses dias aborrecidos, enquanto revia fotos do verão, que pensei "Quem me dera estar no hemisfério sul agora". Tudo por um pouco de calor, claro. E foi aí que comecei a planear aquelas férias que sei que não ter, mas que me aquecem o coração só de pensar. Quem sabe um dia. O destino escolhido, desta vez, foi a Argentina (acho que influenciada pela Mariana que partilhou fotos da sua viagem e pelo The Two Popes que começa por lá).  Posto isto, fiz as pesquisas básicas sobre voos, hotéis disponíveis e Assistência ao Viajante, que é extremamente importante e não deve ser um factor esquecido no planeamento de qualquer viagem.

#5 dicas para quem odeia acordar cedo (como eu) conseguir sair de casa a horas






Acordar cedo é uma verdadeira tortura para mim. Sou do tipo de pessoa que fica facilmente acordada até às 6h, mas que morre se tiver de acordar às 6h. Conseguir acordar e sair de casa a tempo é quase um milagre. A menos, claro, que seja para ir para o aeroporto ou algum sítio giro, se a proposta for boa acordo às 4h feliz da vida. Mas, em dias normais, isso não acontece e preciso recorrer a alguns truques para manter tudo em ordem e não faltar a compromissos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...