Tudo continua igual menos eu




A minha vida é uma correria, é oficial. Vida de estrada, hotéis, uma cidade diferente a cada dia. Nem sempre é assim, mas quando é parece que vem tudo junto. Quando não é, passo dias ao computador, sem sair para ver o sol. Quando saio, é para resolver assuntos nas finanças, no banco, ir aos correios ou ir ao médico. Quando há um tempo livre, vejo séries. Ainda com os separadores do trabalho abertos. E adoro. Adoro tudo isso. Mas às vezes, só às vezes gosto de sair à rua que conheço desde que nasci, sentir o cheio dos pinheiros misturado com o cheio dos eucaliptos. Gosto de ver como tudo continua igual, na sua simples existência. O comboio continua a passar, os pinheiros nada mudaram desde a minha infância, os gatos continuam a caminhar vagarosamente, a brisa continua a soprar, as senhoras continuam a conversar nos cruzamentos, os tratores continuam a lavrar... Tudo continua igual à minha infância, quando eu corria pelos campos, quando fazia arcos com um cano e um elástico e colares de flores amarelas com linha e agulha. Tudo continua igual, apenas eu deixei de fazer essas coisas. E que saudades. Tantas saudades. Um dia fiz tudo isso pela última vez, sem nunca pensar que haveria um fim.

Sem comentários :

Publicar um comentário

Thank you for taking your time. Comments always make me happy.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...