Livro| O Duque e Eu - Os Bridgertons 1 - Julia Quinn


(Foto: @justibooks)

Nome: O Duque e Eu| Autor: Julia Quinn| Editora: Arqueiro| Páginas: 280| 

O Duque e Eu é o primeiro livro da série Os Bridgertons de Julia Quinn. Julia Quinn escreveu um livro para cada um dos oito filhos de Violet e Edmund: Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth (sim, os nomes são por ordem alfabética, pois Violet é uma mulher prática). O primeiro livro, o Duque e Eu é sobre Daphne, a mais velha das filhas Bridgertons. Os Bridgertons são das famílias mais conhecidas de Londres e todos se querem casar com um Bridgerton. Oito irmãos descaradamente parecidos, populares, ricos e de uma das melhores famílias de Londres. A viúva Violet tem como objectivo de vida ver cada um dos oito filhos casados e felizes, e não poupa esforços para que assim seja. No entanto, Daphne está há duas temporadas à procura de marido, sem ter conseguido encontrar um par adequado, o que começa a deixar Violet preocupada, no entanto, com a chegada de Simon à cidade, Daphne consegue um plano para que os solteiros de Londres olhem para ela com interesse.

Sinopse: 

Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível.É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atractivos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida. Primeiro dos oito livros da série Os Bridgertons, O duque e eu é uma bela história sobre o poder do amor.

Review do Livro:

Eu amo romances históricos, e de repente, descobri Julia Quinn e a minha vida ganhou um novo significado. O Duque e Eu mostra como a infância pode moldar as pessoas de forma a condicionar toda a sua vida. Daphne vem de uma família grande e unida, onde os seus irmãos mais velhos Anthony, Benedict e Colin a protegem com unhas e dentes e querem que ela seja o mais feliz possível. Daphne sabe bem o que quer: uma família grande, muitos filhos com nomes seguindo a ordem alfabética e um marido que a ame acima de tudo. Simon sabe que não se quer casar nunca, e muito menos ter filhos. Ele é muito mais atormentado do que parece, não tão feliz como um duque deveria ser e Daphne irá perceber que os seus sonhos são tudo que Simon não quer.
Em O Duque e Eu conhecemos os Bridgertons que aparecerão nos próximos livros. Uma verdadeira história de amor. Não são entre os protagonistas, mas também o amor pela família. Anthony e Benedict estão dispostos a tudo para proteger a irmã, Daphne está disposta a muito mais para defender o amor da sua vida, e Colin quer proteger a irmã e proteger o homem da vida dela.

Daphne e Simon cometem erros mutuamente na relação. Ele está convicto das suas decisões, informa Daphne sobre elas, e mesmo assim Daphne, que as havia aceitado,  acaba por passar por cima da vontade de Simon (o que me deixou bastante chateada com Daphne). Simon, no entanto, nega algo a Daphne e a si próprio por vingança da qual ninguém irá sair a ganhar. 

É um romance com todos os encontros e desencontros típicos desta género literário, onde apesar das diferenças, o amor acaba por ser mais forte e conduzir a um final feliz como seria de esperar.

É também neste livro que somos presenteados com as crónicas de Lady Whistledown, uma espécie de Gossip Girl do século XIX, que ninguém sabe quem é, que sabe tudo sobre todos e escreve sobre todos na sociedade. Já tenho o meu palpite sobre quem será, mas ainda sem certezas, terei de continuar a ler os próximos capítulos para descobrir.

A primeira impressão sobre a escrita de Julia Quinn foi simplesmente maravilhosa. Lembra muito Jane Austen e recheia o romance com uma boa pitada de humor que é simplesmente de encantar. Não consigo parar de ler está série e trarei todos os outros livros sobre os outros sete filhos de Violet e Edmund. Para já, já tenho um crush por Colin e mal posso esperar para ler o livro sobre ele.


Frases:

"Dizer que os homens são teimosos como mulas, seria ofender as mulas"
"Estou apavorado. E morrendo de animação. E sentindo milhões de outras emoções que nunca me permiti sentir antes de encontrar você."

"Deu um pequeno puxão na ponta de cada dedo e então, devagar, tirou a luva da mão de Daphne. O gesto foi descaradamente erótico, uma versão abreviada do que ele queria fazer: remover cada peça de roupa do corpo dela."


“Acabou descobrindo que a dor de um coração partido nunca vai embora, apenas fica anestesiada. O sofrimento agudo e penetrante que se sente a cada respiração acaba dando lugar a sensação embotada e menos intensa, do tipo que quase – mas nunca completamente – se consegue ignorar.”



*a fotografia que ilustra a review foi amavelmente cedida por Camila Justi do instagram @justibooks e por @atoasttothestars



1 comentário :

Thank you for taking your time. Comments always make me happy.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...