Então a pessoa volta só para te recordar que ainda não a esqueceste e que provavelmente nunca a esquecerás.  Mostra-te o que é felicidade pura e simples, apenas por existir. Depois vai embora e ficas a pensar em todo o tempo que passou, tempo que agora se acaba. Tempo que não volta mais. E tu ficas sem saber como raio vais sobreviver á total ausência daquele idiota que fazia a tua vida valer a pena. E sabes que o vais procurar em todas as pessoas com quem te cruzares. Vais continuar a encontrar um pouco dele, um sorriso parecido aqui, um jeito de olhar semelhante, um sotaque igual… E vais vivendo, pois é possível viver sem ele. E a verdade é que se vai tornando hábito, deixas de pensar nele todos os dias, deixas de ter ciúmes de tudo que ele faz… Acabas por conseguir conter a vontade de enviar mensagem, na verdade acabas por fazer uma vida perfeitamente normal.  Quando mudas de foto, já não esperas pelo gosto dele. Quando ele põe gosto nas fotos de outra, já não ficas com vontade de matar meio mundo. Não é o nome dele que te vem à cabeça quando o telemóvel toca. Mas ainda assim, a mensagem dele vai-te fazer mais feliz do que a de outra pessoa qualquer, o gosto dele vai ser mais importante do que os outros todos. Nos momentos especiais vais continuar a querer tê-lo por perto, ocasionalmente irás enviar uma mensagem parva para te arrepender no momento seguinte. E ás vezes vais chorar, por tudo que não aconteceu, por te aperceberes que o teu tudo se transforma em nada, sem provas de que tenha acontecido. No fundo é só teu, apenas para ti existiu, e mesmo sem recordações que te façam lembrar a verdade é que não te podes esquecer. Sempre vai haver o perfume dele em alguém que se senta ao teu lado, sempre vai haver aquela música. Vais passar por aquele lugar e recordar quando estiveste lá com ele. Sempre vai haver aquele dia marcado no calendário, aquele dia que significa tanto. As coisas ganham outro significado. Até um pin ganha outro significado. E hoje é um desses dias, em que para onde quer que olhe tudo me faz lembrar dele, em que ponho aquela música a tocar sem parar, em que me volto a sentar para escrever sobre ele. Hoje o meu dia foi a pensar nele. Mas amanhã, bem, amanhã é outro dia…



3 comentários :

  1. Sincero. Gostei!
    xx

    http://ruteritamaia.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. saudades tuas, imensas. todos os dias. quero sempre saber o que vai nesse coração...
    continuas linda, banana <3

    ResponderEliminar

Thank you for taking your time. Comments always make me happy.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...