Sete meses.
 Duas vidas.
 Um amor.
Milhões de sorrisos partilhados.



Dizer que me fazes muito feliz não chega. Foste a melhor coisa que me aconteceu em dezassete anos de vida. Não, não estou a exagerar. Quando estou contigo, o tempo corre. Por vezes, sinto-me rebentar pelas costuras de tanta felicidade, rio-me até me doer a barriga, e por vezes dou por mim sem me lembrar sequer do que me estava a rir. Quando estou realmente chateada, pego no telemóvel e mando-te uma mensagem a contar a minha indignação, com isto ou aquilo, coisas fúteis perante o que nós somos. Nós batalhamos tanto por isto. Quando te vi, pela primeira vez, nunca pensei que íamos chegar aqui, nem perto sequer. Mas chamaste-me a atenção. Era a tua cara querida, nem sei o que foi, o que interessa é que aconteceu. E não me vou alongar sobre a nossa história. É só nossa. O passado fica guardado na minha caixa de recordações chamada coração, ao lado de todos os sorrisos, olhares, carícias e algumas lágrimas, muitas saudades e coragem. E o futuro, bem, sabemos que é melhor, ainda melhor. Não nos vamos largar um segundo, o máximo de distância que vai existir entre nós são alguns metros, e entre nós só estará a mesa ao jantar. Nos lutamos tanto, e tudo valerá a pena.


Sabes quando me afasto de ti e tu dizes “Amanha vais te arrepender?” arrependo-me mesmo.

És meu e só meu, quem te tocar com um dedo fica sem a mão!


Para sempre <3

5 comentários :

  1. fica, amor.
    oh, esta fotografia está fofinha.

    ResponderEliminar
  2. não não. só ainda não dei porque não tive oportunidade de comprar aquilo que tu queres.
    ando ? :o

    ResponderEliminar
  3. pronto, se começas com a graxa já não levas nada xD

    ResponderEliminar

Thank you for taking your time. Comments always make me happy.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...