Sabes, tu és tudo que eu sonhei. Sim és o homem da minha vida. Mas a minha vida contigo, é muito pouco do que sonhei. Não era esta a vida que eu queria. De todo. Talvez, se fosse um ano mais tarde, quem sabe. As coisas eram diferentes. Podia partilhar contigo aqueles momentos dos quais morro de ciúmes. Mas assim, assim desgasta. Não sei se há mais lenha por onde arder. Preciso de uma alta dose de atenção que tu nunca me poderás dar. Não sei se isto vai sobreviver. Os laços que nos unem estão presos por um fio. És tu a viver a tua vida normalmente, e eu a tentar chegar perto. A tentar falar contigo, com vontade de ouvir sussurros de amor. A tentar ouvir-te rir. Tentar que, por um momento, sinta que tu estás lá para mim. Só para mim, sem estares com o programa de multifunções ligado. Eu sei que me queixo demais, mas antes não éramos assim. Estamos a cair num estado de degradação do qual não conseguimos sair. Estou cansada de me humilhar a teus pés, de te implorar vezes sem conta pelo mesmo, de inventar planos maquiavélicos (exagero), sem sequer pores a hipótese de o fazer. Dói! Mas não mata não te preocupes.

Hoje o telemóvel desliga as nove.


(este blog tocou no fundo, vou-me afastar deste espaço)

4 comentários :

  1. ó querida muito Obrigada *-*
    Beijinho :3

    ResponderEliminar
  2. eu sei tão bem o que escreveste, já senti na pele isso, o ser compreensiva e mesmo assim ele não ver isso, estar cego. acabamos por acabar, ao fim de um ano e tal, mas agora como eu digo no texto, ele quer reconquistar-me mas eu estou magoada que o trato friamente, coisa que nunca lhe fiz, apenas sou frontal, e ele admite que errou e que errou ao ponto de acabar com a pessoa que ama. ao mesmo tempo sou fria mas dou.lhe chances de chegar , de provar o que sente, no meu caso e após o que aguentei e lhe disse, porque eu disse-lhe tudo o que ele me fez, ninguém daria as tais chamadas segundas oportunidades. só que estivemos um mês e tal sem falarmos, e o que pensei que tinha ido não foi, ainda cá está, e segundo o que ele diz tambem sente o mesmo, mas nao bastam simples palavras..

    ResponderEliminar
  3. aliás eu cheguei a ter um blog dedicado a ele, inteiramente, mas acabei por o privatizar, para não ter que lá ir e criei este quando acabamos. mas tu és forte, tens de o ser, mas não deixes que ele te faça descer a muitos níveis, isso não. eles so valorizam quando perderam

    ResponderEliminar
  4. really ? :)
    não te vais afastar nadaaa!

    ResponderEliminar

Thank you for taking your time. Comments always make me happy.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...