Sabes o que eu queria mesmo fazer hoje?

Pegar na minha mochila, colocar lá algumas peças de roupa de forma indiscriminada e desorganizada, sair do meu quarto, deixando o armário aberto e roupa pelo chão, colar na porta do frigorífico um recado a dizer “até á próxima”, pegar numa maça de dentro da fruteira, e na minha guitarra e sair porta fora. Dirigir-me á estação de comboios, e ir ter contigo. Sentar-me nas escadas de tua casa á espera que chegues. E depois, quando te vir chegar, dar-te o abraço mais forte do mundo, segurar-te pela mão e levar-te comigo. Sim, levar-te comigo, para a terra do nunca. Não interessa o destino, escolhemos um local com praia, compramos os bilhetes e vamos. Juntos. Como se não existisse mundo para alem de nós os dois. E chegados á beira-mar, já com o por do sol, damos longas caminhadas de mãos dadas. Deixando para trás as marcas de nossos pés descalços. Depois, sentados e abraçados, ficávamos muito quietos a ver o sol desaparecer no oceano. E na manha seguinte, ao acordar com o sol a bater na cara, serias a primeira pessoa que eu veria. E sabes que mais? Poderíamos viver assim uma vida inteira.
Sim, um amor e uma cabana, basta.

6 comentários :

Thank you for taking your time. Comments always make me happy.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...