Perdi novamente a capacidade de sonhar que tinha descoberto ao teu lado. A minha história podia ser tão perfeita. E é. Nos poucos momentos em que te tenho. Em que me seguras a mão. Em que me fazes sorrir. Nos raros momentos em que há um nós. Mas nunca há. Continuo a sentar-me sozinha no banco do jardim, enquanto vejo casais por todo o lado. Continuo a não ter alguém para ganhar peluches para mim nos jogos tradicionais. Continuo a ver o fogo-de-artifício, sozinha enquanto os casais se abraçam. Continuo a passear sozinha junto ao mar. Fica para traz a marca de dois pés e não de quatro. Sabes, não encontro a tua cara ao virar da esquina, e continuo com essa esperança. Continuo a procurar-te no meio da multidão. E sabes, continuo a pensar que te posso encontrar a qualquer momento. Por milagre. Lembraste do dia nove de Abril? Quando pensei que tinhas ido embora e tu voltaste? Pois bem, continuo a achar que vou olhar para traz e te vou ver. Que vens na minha direcção para me abraçar e fazer com que tudo fique bem. Para me dares a mão quando eu me sentir sozinha, para me segurares quando eu tropeçar e não me deixares cair. Preciso de ti. Preciso de ouvir a tua voz todos os dias. Preciso, mais do que ler, ouvir-te dizer que me amas “mais que ontem menos que amanha”. Sim, sempre soube que seria difícil. E sim, sei que se fosse fácil não valeria a pena. Se fosse simples não era amor. Mas só queria ter-te por perto. Encontrar-te ao virar da esquina. Encontrar-te de repente sem que nada o fizesse prever. Sabes, só queria ir para a cama e não chorar de saudades, não chorar por me sentir sozinha. Não chorar horas seguidas a pensar em ti, até adormecer de exaustão.
Podia ser tudo tão perfeito…

"Cuando hay un abismo desnudo que se pone entre los dos
Yo me valgo del recuerdo taciturno de tu voz
Y de nuevo siento enfermo este corazón
Que no lo quede remedio mas que amarte"

2 comentários :

Thank you for taking your time. Comments always make me happy.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...