Sabes, muitas coisas mudaram desde aquele dia no Porto. Aquela tarde de nove de Abril, em que me deste a mão. Em que realizaste o que há muito o meu coração te pedia em gritos mudos. Mais dias se passaram desde o primeiro beijo, desde o primeiro abraço, desde o primeiro amo-te, olhos nos olhos. Encerrei um capitulo quando me deste a mão. E o que veio é melhor, sempre melhor. Os dias que passei contigo foram os melhores da minha vida. Senti-me renascer, deste-me asas. E eu não precisei de as usar para tocar no céu. Hoje sei que és o meu oásis e não mais uma miragem. És realmente tudo, e amo-te irreversivelmente. Contigo sou livre, livre para dançar com os cabelos ao vento, livre para correr decalca… ao teu lado consigo gostar de mim. Gosto do NÓS. Sei que nada me leva para longe de ti, mesmo que eu esteja longe. Lamento quando te magoo. Só estás comigo porque a outra não te quis”, sabes, nem acredito nisso, e lamento tê-lo dito. Lamento ter-te desligado o telemóvel, após as palavras frias de quem tem medo de perder a vida. Sim, és a minha vida. Sinto-me ameaçada por tudo e todos, como se o mundo inteiro te quisesse afastar de mim. Sei que tens o meu nome escrito no teu coração, mas tens demasiados nomes na pele, no sangue, nas veias, nos pulmões. O teu coração bate por mim, mas não sou eu o ar que respiras, não é por mim que sorris ou vives, não sou eu quem te marca… sabes, seria tudo bem mais fácil se eu tivesse uma certeza permanente, mas não tenho. A certeza de hoje é a incerteza de amanha. O sorriso de hoje é a lágrima de ontem. Amor, há muito tempo que espero por ti, espero por ti muito antes de nascer, sim, és a pessoa certa… tenho a certeza, só queria saber se tu também tens. Eu não quero largar este amor, mas não sei se queres deixar de voar…

2 comentários :

  1. Sem o coraçao, nao há veias, nao há sangue, e tanto a pele como os pulmoes, tornam-se desnecessarios, pois, nao há vida!


    A funçao principal do nosso corpo, o que nos dá vida, é o bater do nosso coraçao. Se o meu coraçao bate por ti, entao, sorrio graças a ti, respiro graças a ti, existo graças a ti Susana. E sim, és o ar que respiro, és a luz que me ilumina, és quem me faz feliz, e quem mais me marca neste mundinho tao pequeno.




    Desculpa. desculpa nao conseguir dar-te uma certeza permanente. Eu quero, eu tento. :/


    Tu esperas-te por mim, e eu procurei por ti!
    Até que te encontrei, e descobri que sim, és a pessoa certa. E estou a afirmar, com toda a certeza. Com toda a certeza gritaria isso para que toda a gente ouvisse e soubesse, mas principalmente, para que de alguma forma chegasse ao teu coraçao e ele acreditasse em mim. talvez até nem seja a gritar que lá chegarei, mas, tem de haver um modo, como um ouvido que só ouve se as palavras proferidas fossem ditas de uma certa maneira, e eu vou procurar e encontrar essa maneira. Para que acredites em mim.
    Perder as asas, deixar de voar, seria a morte certa. seria como tirarem-me o coraçao, tirarem-me tudo o que preciso para viver. Desculpa susana mas é a verdade.

    E desculpa nao ter muito jeito para poesia. As palavras nao sao o meu forte. :'(

    ResponderEliminar

Thank you for taking your time. Comments always make me happy.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...