O teu coração não é meu...


Hoje encontrei o teu velho amor. Será velho? O teu antigo amor, que ainda vive dentro do teu peito, mesmo quando dizes que é a mim que amas… Há algum tempo que pensava nisso, sobre quem era o fantasma que me assombrava á noite. Quem era o amor que te enchia a cabeça de duvidas. Hoje vi-a, não pude não ter ciúmes. Decerto faziam um lindo casal. Ficam bem juntos. Tu tens nome de rei, ela de rainha. Ela deixou-te, deixou-te cheio de saudades, cheio de dúvidas, ao veres a tua amada ir embora, e o teu amor permanecer, agarrado ao teu peito… Dizes que a esqueces-te, mas lembras-te dela constantemente… Por vezes sinto que a procuras em mim… Eu não sou ela, nunca o vou ser. Tu não me queres, não queres um novo amor, não te queres voltar a apaixonar. Tu queres viver comigo o que não podes-te viver com ela… Ela agora está com outro, e tu aí… esperando. Enquanto esperas procuras uma substituta. Procuras alguém para amar. Mas e se ela voltar? Onde fico eu? Se o passado voltar, não há lugar para o presente. Queres o teu passado no futuro, não entendes que assim não há presente para mim. Disseste que tinhas medo de me magoar… então, por favor, não faças por isso. “Rodeado de raparigas? A serio? Curioso. Só vejo uma… tu.”

2 comentários :

  1. não sei se posso dar conselhos mas, deixa-te levar. tenta não pensar demasiado. e espero que corra bem (:

    ResponderEliminar
  2. obrigada ! também gostei muito do teu :)

    ResponderEliminar

Thank you for taking your time. Comments always make me happy.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...