As feridas do passado...


Tu queres seguir teu coração, quando eu quero planear cada passo. Tu queres ser surpreendido quando eu quero traçar cada momento. O meu coração fez-me errar tantas vezes… escolher o caminho errado, tropeçar, cair no mais sombrio dos poços… o da desilusão. Já caí tantas vezes, ainda tenho as mãos esfoladas e os joelhos feridos. Não me faças voltar a cair. Agora conheço a dor, já não sou a criança que sobe as árvores, agora sei que posso cair, já não sou a criança que corre sem parar, aquela que caí e se levanta em dois segundos. Estou mais velha e sem energia, não sei se me conseguiria levantar de novo. Muitas das feridas já sararam, mas as cicatrizes ficaram… cada uma delas conta uma história. Quando brinquei á cabra cega e bati contra a parede da traição. Quando me baloicei nos braços de alguém e a corda partiu. Quando escorreguei pelo escorrega e aterrei na desilusão. Quando levei com uma bola de intrigas no peito. Tenho medo de me deixares com mais do que um joelho ferido, tenho medo que me leves ás nuvens… e me faças saltar sem pára-quedas.

7 comentários :

  1. aw obrigada, fico contente por gostares. :]

    ResponderEliminar
  2. eu também adorei o teu blog querida ;)
    obrigada por seguires <3

    ResponderEliminar
  3. nunca devemos ter medo. afinal, os bons momentos superaram todas as angústias causadas pela ferida. no fim, será sempre uma simples marca - se não for uma ferida, será saudade!

    adorei a tua escrita =)
    expressiva, simples e impressionante!

    ResponderEliminar
  4. eu estava a falar de medo de voltar a arriscar!

    obrigado =)

    ResponderEliminar
  5. eu acho que o medo de perder quando se tem é bom, mas o medo se voltar a arriscar quando se perde é mau!

    ResponderEliminar

Thank you for taking your time. Comments always make me happy.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...