doenças de amor

Definitivamente sou uma doida masoquista, sofro da mais antiga doença que atinge as mulheres e que ainda ninguém rotulou como tal: não conseguir esquecer um grande amor. Não é grande por minha vontade nem porque cresceu numa grande história de amor, grande porque assim aconteceu, porque assim o sonhei… Não é uma história de amor, pois não há historia nenhuma, é apenas um sonho, apenas sonhado por mim. Estou tão distante de tudo que sonhei, sempre estive, mas agora que estás distante eu sonho mais contigo, iludo-me mais, pois não tenho a tua presença distante e inatingível a chamar-me para a realidade… Estás longe, é uma distancia ruim porque me faz sentir saudades tuas, mas não é tão mau como a tua presença com ar distante que me faz sentir uma fracassada, sabendo que me ignoras e me faz duvidar se realmente me vês… Contigo longe, mantenho a ténue esperança do reencontro, a esperança de mudança...

Sem comentários :

Enviar um comentário

Thank you for taking your time. Comments always make me happy.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...