amor é ilusão

Questiono-me sobre a razão de ainda alimentar este sentimento, o porquê de não te conseguir esquecer depois de tanto tempo, mesmo sabendo que me vou magoar, mesmo sabendo que nunca olharás para mim, sou poeira na tua vida, nem me vês…
Um amor platónico sem causa nem efeito… amo-te sem razão, mas há alguma razão para amar, senão o facto de simplesmente te amar? O facto de te amar de forma desmedida obriga-me a alimentar este sentimento, pois ele existe e amo-te demais para te poder esquecer, amo-te demais para te querer esquecer…
Só sei que sinto por ti algo que nunca senti por ninguém, uma vontade de estar junto a ti, uma necessidade de te olhar nos olhos… O sonho de andar de mãos dadas, passear com alguém assim significa muito para mim… Significa proximidade e protecção, deixarmo-nos guiar por alguém em quem confiamos, e o meu maior desejo é estar assim próxima de ti que nos permita passear de mão dada por esta praia onde hoje sozinha te escrevo, sabendo que nunca irás ler, enquanto provavelmente tu te divertes com outra, aquela que ocupa o lugar que eu sonho para mim… Se tu soubesses o quanto e amo… Mas nunca iras entender, nem eu entendo, nunca terei oportunidade de te mostrar o quanto te amo, o quanto te venero… Amo-te da forma mais louca e racional ao mesmo tempo, embora me perca em memorias, embora sonhe contigo e deseje que me ames todos os dias, fico feliz sempre que te vejo, não fico doida de ciúmes quando te vejo com ela, fico triste, mas já me habituei e entendo que isso é o que te faz feliz, e tudo que quero é ver-te feliz, mesmo que isso impossibilite a minha felicidade, se um dia decidires que és feliz se tiveres comigo aí será o dia mais feliz da minha vida… UM PROBABILIDADE ABSURDA…
Mas quem ama acredita que tudo é possível, mesmo quando sabe que perdeu…
Amo-te tanto, nunca te conseguiria demonstrar o tamanho do meu amor, pela mesma razão de ainda ninguém ter demonstrado o tamanho do universo, pois é impossível medir o infinito. E o meu amor é assim como o universo, infinito, recheado de pequenos nadas que são importantes, para mim e só para mim, são importantes! E é desses nadas que me alimento, por mais insignificantes que sejam, por mais comuns e vulgares, é a eles que agarro pois não tenho mais nada, os únicos momentos de união, são uns nadas banais do quotidiano, sem significado para ninguém a não ser para mim… Porque te amo e me agarro a tudo que te conduz até mim, pois as recordações são poucas ou quase nenhumas, por serem tão raras são tão valiosas, mesmo sendo insignificantes… E tudo para além disso é apenas alucinação…

Sem comentários :

Enviar um comentário

Thank you for taking your time. Comments always make me happy.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...